sobre


Olá, sou a Belinda, mãe, sonhadora, gosto da energia da lua, dos dias de pouco sol e gosto muito do frio, dos dias de chuva. Cedo me interessei por ler sobre a mãe natureza, sobre os mistérios do eu, de quem somos, e o que fazemos aqui na terra mãe. Comecei por explorar o meu corpo e a minha alma com práticas de yoga, acupuntura, reiki, alimentação, e mais tarde também através da minha menstruação e dos meus partos e consequentemente através da maternidade. Dei à luz uma menina e um menino em partos naturais em casa, partos completamente reveladores de facetas que até então eu desconhecia.
Sou uma mulher profundamente ligada à terra e aos ciclos da natureza e desde cedo me preocupei em cuidar e preservar a vida dos animais, das plantas e do homem. Por isso licenciei-me em engenharia do ambiente e em higiene e segurança no trabalho, trabalhei e viajei mas não consegui encaixar-me no mundo empresarial e industrial. Em 2012, recuperei e reabri a Venda, um pequeno negócio de família, uma taberna e mercearia localizadas na aldeia que me viu crescer. Continuava a existir uma parte de mim que eu queria conhecer melhor e iniciei então uma busca do meu ser feminino que começou com círculos de mulheres e seguiu-se com formação em Mulheres Medicina com a Iris Lican na fantástica e mágica cidade de Sintra, no projecto Senhora d’Azenha. A ligação à maternidade levou-me também a fazer a Formação de Doula e Educadora Perinatal com o Gama, pretendo por isso apoiar outras mulheres/mães/casais que queiram ter uma gravidez plena onde possam ver realizados os seus desejos e onde possam ver diminuídos os seus medos e anseios, suportando as suas escolhas e opções.
Facilito desde 2014 um círculo de mulheres que se chama Peregrinas da Lua onde nos reunimos buscando a nossa essência feminina.
Na contínua busca pelo caminho do coração iniciei em Novembro de 2017 a formação em Xamanismo Ibérico com Amala Oliveira no projeto Sagrar e fiz também outros workshops e retiros de Sexualidade Sagrada também em Marvão na Casa Sagrar.
Procuro um alinhamento maior do meu corpo e da minha alma e para a minha alquimia interna uso a alimentação orgânica, a meditação, a respiração consciente, o yoga, os círculos sagrados e todas as ferramentas que me nutram e me façam feliz, como uma simples caminhada na natureza, um mergulho no mar, viajar, cozinhar ou dançar como se ninguém estivesse a ver.
Uso a minha formação, mas acima de tudo uso a minha experiência pessoal que é tão ou mais enriquecedora. Se procuras um alinhamento maior com o teu coração, se sentes que queres conhecer-te melhor e desbravar caminho, conta comigo. Vivo numa pequena aldeia, perto de Grândola, no Alentejo.
Yoga Orgânico

Comecei por praticar yoga em 2007 por ter problemas na coluna (hérnias discais) e isso mudou um pouco a minha forma de estar na vida. Quando fiquei grávida em 2010, o yoga ajudou-me a estabelecer uma maior proximidade à minha bebé e àquilo que desejava para o meu parto. Consegui ter um parto de sonho e, logo desejei que todas as mulheres pudessem vivenciar o mesmo poder de dar à luz e a mesma alegria. Aprendi que a revolução deve ser silenciosa, que não devemos impor aos outros as nossas convicções, mas sim vivermos honestamente com o nosso ser e as nossas crenças e e só assim podemos levar os outros a seguirem as suas próprias convicções, a serem eles próprios e a procurarem dentro deles as respostas à vida. Mais tarde fiz formação em yoga para grávidas com a Anne Sobotta e após uns meses engravidei e percebi melhor como é fazer yoga com grávidas, estando também eu grávida. Respirando juntas com os nossos bebés, percebi que há algo mais nesta prática que me deixa tão próxima de mim e do meu ser. É uma constante descoberta de mim, do meu corpo e do meu ser e por isso considero o yoga uma pratica para a vida, que podemos levar para qualquer lugar. 

Alimentação 

Cresci numa pequena aldeia onde apenas se consumiam legumes e frutas da época que os meus pais, avós e vizinhos cultivavam. Na minha família sempre houve criação de animais para consumo próprio. Nunca íamos às compras porque os meus pais tinham uma mercearia. Quando sai para estudar estranhei a ideia de ter de fazer as compras em grandes superfícies, comprar alimentos fora de época, assim como carne embalada e peixe congelado e a partir daí comecei a ler e a interessar-me por saber de onde provinham os alimentos, como chegavam até nós. Muitos dos meus livros favoritos na faculdade eram livros e revistas de culinária. Lia artigos e tudo o que tivesse a ver com alimentação e nutrição mais saudável. Comecei a interessar-me por alimentação vegetariana e fui experimentando novas receitas. Nunca fui vegetariana, mas a minha alimentação é 99,9% vegetariana, posso dizer que sou flexitariana. Adoro comer e procuro fazer uma alimentação saudável para mim e para a minha família. Procuro frutas e verduras da estação e sempre que possível produtos de origem local. Ajudei a facilitar workshops de Alimentação e Nutrição Saudável e também colaborei em Retiros onde fiquei responsável pelas refeições. Não encontrei a "dieta" perfeita mas acredito que comer comida de verdade é o que faz mais sentido nesta fase da minha vida. 

Este é o meu blogue, espero que gostem e que fiquem por aqui.  

Da aldeia com amor,

Belinda