Alimentação orgânica



Procurei mil e uma dietas, fui vegetariana. Deixei de ser. Tomei medicamentos, Adoeci. Emagreci. Engordei. A alimentação é algo importante na minha vida e que por vezes descurei. A minha avó e a minha mãe eram cozinheiras numa taberna de aldeia. Vivi rodeada de petiscos e coisas boas vindas do campo, carne de qualidade, ovos, legumes, fruta da época, peixe do mar, vinho feito pelos vizinhos, água da fonte. Gosto de cozinhar, adoro os pratos da minha mãe e adoro ir a um bom re
staurante comer e beber um bom vinho. Mas também sou uma apaixonada por alimentação saudável, saladas, sumos detox e jejuns. No meio disto tudo é importante encontrar um equilíbrio e não cair em extremismos. A cozinha, tal como a dança, são paixões que pus em prática vezes a menos na minha vida, mas as vezes que o fiz fui verdadeiramente feliz. Cheguei a cozinhar para retiros e cozinhei na Venda juntamente com a minha mãe, dancei num rancho folclórico quando sai do curso superior, era uma forma de me voltar a ligar às pessoas da terra. Dançar e cozinhar são coisas que gosto muito de fazer e são formas preciosas para nutrir o meu corpo e a minha alma, ajudam-me a retomar o centro, a conectar me com a minha essência e a vibrar alto. E a ti, o que faz vibrar?

0 comentários:

Publicar um comentário