Desejos para Dezembro

Em Dezembro podemos desejar muitas coisas. Podemos receber presentes e pedir que o novo ano seja muito melhor, mas na verdade sempre que penso no Natal penso numa mesa cheia de pessoas a rir e a comer que nem abades, felizes da vida e pela vida. Neste Natal gostava de ver todos os meus amigos, de os abraçar. Era isso que eu gostava. E gostava que o novo ano fosse tão bom como este, gostava de fazer mais amigos, de tocar outros corações, de dar mais as mãos e de celebrar a vida. Gostava que me olhassem nos olhos e que me abraçassem com o coração...

Por aqui a magia já começou. Preparámos o presépio, as velas e o calendário do Advento. A Melinda pediu uma casinha de bonecas para o dia de Natal. Entretanto, fomos à floresta (como ela diz) buscar elementos naturais para o nosso presépio. Este ano celebramos o Natal desta forma e todos os dias acendemos uma vela e contamos uma história de Natal, ou cantamos uma música. Tento falar mais do menino Jesus do que do Pai Natal, pois não sei muito bem como dar a volta a esta questão, não quero esconder a verdade e acho que a magia do Natal pode acontecer de outras formas, sem falar muito nos presentes e em como eles chegam até nós. Mas é algo que ainda vou pensar melhor. Para já é isto que nos aquece o coração. Fazer o presépio, acender as velas, estar em família e comer panquecas. Os dias de Dezembro pedem calor, pedem abraços e pedem um retorno à simplicidade, à vida, à família.





0 comentários:

Enviar um comentário