Deste verão

Nesta altura do ano as nossas praias alentejanas estão cheias, então resolvemos fugir e ir em direção oposta, sozinhos, como forma de despedida de pais de uma filha só, porque a seguir o amor e o trabalho aumentam aqui em casa e é preciso recolher. Resolvemos viajar para perto e visitar um monte de agro-turismo que produz óleos essenciais de produção biológica bem na serra de Mértola, usufruindo da paisagem do Parque Natural do Vale do Guadiana. Um monte isolado onde o silêncio é rei e do qual nós, que já moramos no campo, não prescindimos nesta altura do ano. Uma piscina só para nós e uma paisagem incrível em redor. O dono do monte muito atencioso mostrou-nos a destilaria e contou-nos como foi montar esta forma de vida sustentável. Os óleos são provenientes de plantas como a esteva, o alecrim, a macela e outras que crescem ali mesmo na serra. Estes são óleos de excelência para serem usados na medicina tradicional indiana, medicina ayurvédica, uma vez que são produzidos na nossa região e segundo esta medicina, devemos curar-nos com plantas que existam à nossa volta, fazendo todos parte de um ecossistema. Assim juntámos o útil ao agradável e aproveitamos para trazer na mala alguns óleos essenciais que ele tanto usa nas suas terapias

Ali perto podemos também visitar a vila de Mértola, com as suas casas brancas encantadoras, ou então andar mais um pouco e conhecer Alcoutim, vila em que o rio Guadiana separa Portugal de Espanha. Visitamos também o Pulo do Lobo, um lugar incrível, que vale cada km de terra batida, a maior cascata de água a sul de Portugal.  A poucos kms de casa e com o tempo a favor da minha grande barriga, foi um fim de semana em que deu para descansar e ganhar energias para os novos dias que se avizinham. 



















0 comentários:

Enviar um comentário