Retiro

No próximo fim-de-semana iniciamos mais um retiro de meditação e silêncio. Assim, vou preparando as ementas, organizando os chás e a lista de compras. A mim cabe-me a tarefa de nutrir as barrigas nestes dias em que a mente se dispõe a ficar mais em silêncio e o corpo abranda para se conectar ao mais importante. A alimentação deve ser simples e sem grandes confeções, tudo num estado mais orgânico e natural para que o corpo possa reconhecer diretamente a energia vital que está em cada alimento. Uma sopa, um chá, legumes, saladas e sumos de fruta chegam quando abrandamos o ritmo e nos ligamos ao simples, ao mais essencial. Somos cada vez mais e, a cada retiro é sempre mais desafiante. As refeições tem de ser a horas e o tempo na cozinha não pára. Eu, a cozinhar, também esqueço um pouco a agitação dos dias e procuro abrandar um pouco, entregar-me aos tachos e viajar nos cheiros que vão emanando de cada refeição. Se tiver tempo tiro umas fotos para vos mostrar. 

Da aldeia, 
com amor
Belinda










1 comentário:

  1. Gostava muito de fazer uma coisa destas.. vou estar mais atenta para ver quando é o próximo.
    Espero que corra tudo bem e depois mostra fotografias :) *

    ResponderEliminar