Celebrar Ostara - Celebrar a Natureza

Mais do que celebrar o tempo bom, a chegada das flores e da estação favorita de muitas pessoas, gosto de sentir que, nestes dias, uma energia diferente cresce dentro de mim. Sinto-me uma verdadeira flor. Depois de um Inverno agasalhado e molhado, agora quero estar ao sol dias a fio, desabrochar e aproveitar ao máximo o ar livre, a comunhão com a natureza e com os outros. Quero também sair da minha zona de conforto, procurar outros encontros e outras experiências. Acima de tudo abrir o meu coração a novas vivências. Não julgar e partir em direção ao desconhecido, será que consigo? 


 Ostara - a Festa da Primavera 
Equinócio da Primavera, entre 20 e 23 de Março

Esta é a celebração do início da Primavera, momento em que o dia e a noite são iguais. É tempo de equilíbrio entre dia e noite, luz e escuridão, dentro e fora, intuição e racional, consciente e incosciente, feminino e masculino. Esta harmonia traz consigo manifestações a todos os níveis: planos que estiveram em incubação nos níveis mais profundos, afloram agora no plano físico.

A natureza desperta em todo o seu potencial, a vida brota da terra e o ovo é aqui um potente símbolo do que é fértil e cheio de potencial para uma nova vida. 

Ostara celebra-se ao ar livre estimulando a liberdade e a expansão. Venera-se tudo o que está vivo e a Deusa Fértil («Oestre» origem da palavra estrógenos, a hormona que estimula a ovulaçãõ). Celebramos a união dos opostos, a fusão do feminino com o masculino em nós, independentemente do género.

Nesta festividade decoramos ovos cozidos, damos passeios, plantamos árvores, plantas e flores; fazemos ramos de flores primaveris, dançamos e celebramos os quatro elementos.
É tempo de enaltecer o excitante frenesim da vida, criando santuários ao ar livre cheios de cor e alegria.

Símbolos a usar: ovos coloridos com símbolos de fertilidade e equilíbrio, ramos de flores primaveris, ninhos com ovos lá dentro, caldeirão decorado com flores e uma vela acesa dentro dele. 

in Foice de prata, Agenda Lunar 2014


0 comentários:

Enviar um comentário