Do regresso


Os dias são pequenos. As noites são para dormir. Ando em falta com esta janela do mundo. O tempo em que não estive aqui, passei-o com a coisa mais bela do mundo, a minha família. Tinha saudades de casa e deles. Fazer jantar, arrumar as roupas, passear e ter tempo. A mercearia está entregue em boas mãos, a reabertura foi um sucessso e eu estou feliz pelas pessoas que vieram ter conosco à espera de confiança e honestidade, também era isso que procurávamos. O sucesso deles também é o nosso, porque queremos que esta casa esteja a funcionar por muitos e muitos anos e eu vou sempre fazer de tudo para que a essência da casa se mantenha. Para os novos taberneiros isso é possível porque conhecem a casa como ninguém. Agora tenho de ir, porque a coisa mais bela do mundo está à minha espera para jantar.   

0 comentários:

Enviar um comentário