vou falar de fraldas

e falo porque já tenho uma longa e boa experiência, porque nunca usei das outras e porque uma futura mãe me propôs.

as fraldas que aqui mostro são as de tamanho único. as de recém nascido são mais pequenas e igualmente funcionais. mas usámo-las apenas durante os primeiros 3/4 meses, mas isso depende do peso de cada bebé.

quantidades:
adquirimos cerca de 20 fraldas de tamanho único. entretanto ofereceram-nos mais algumas, sendo que no total temos em uso umas 24 fraldas, mais coisa menos coisa.
lavagem e secagem:
lavamo-las na máquina a 40ºC, com o detergente em pó Xau colónia de bebé. como por vezes não é muito fácil encontrar este detergente, substitui-se pelo Xau Max 3. o importante é ser um detergente em pó para não entupir os absorventes e que não deixe resíduos na fralda.

quando está de chuva fazemos uma máquina de fraldas todos os dias, quando está sol dá para ficar um dia sem lavar. também depende da sujidade e do tipo de alimentação do nosso bebé.

importante. ponto um: se depois de lavadas estiverem manchadas basta estendê-las ao sol. costumo dizer que não é só a água que as lava, o sol e o vento também ajudam. ficam a corar como se fazia antigamente.

importante. ponto dois: com tanta lavagem e secagem, as fraldas mantêm-se impecáveis, como novas. pelo que aprendi têm duração de 5 anos. vamos ver.

armazenamento:
"quando as fraldas estão sujas, onde as colocamos?" em caso de viagem, muitas vezes, reutilizo sacos de plástico bem fechadinhos, funciona que é uma maravilha. mas em casa utilizo um saco próprio que se compra com as fraldas. não é nada do outro mundo. é só cocó e xixi.

marcas:
as minhas fraldas preferidas, ou aliás, a minha fralda preferida é a azul escuro da Fuzzibunz. mas as que mais utilizamos são as da Piriuki. para a noite utilizo as Piriuki night ou então utilizo uma das Piriuki mas com 2 absorventes para aumentar a capacidade de absorção. aqui em segredo quando tiver o próximo bebé vou comprar mais da Fuzzibunz, são tão giras!!!

tenho também uma fralda da bitti d'lish. é a única fralda cor-de-rosa que tenho. esta difere das outras na colocação do absorvente, é muito bonita e também prática, porém só dá para colocar um absorvente e uso-a menos vezes.

tenho ainda uma da Blueberry com o padrão de uma vaquinha. o interior é mais macio que todas as outras e tem mais molas para ajustar, por estas razões gosto muito dela, mas também só tenho uma.

por vezes pode passar algum xixi para a roupa, mas se acontecer é porque alguma coisa não está bem (absorventes entupidos com excesso de detergente, fralda mal colocada ou mal apertada, ...) basta pouco xixi tocar na roupa que, por efeito de capilaridade, vai espalhar-se rapidamente.

as minhas fraldas vieram todas da Trocar Afeto, único local em Grândola e arredores que vende destas fraldas.

ao ínicio é tudo novidade, vamos ouvindo uns conselhos aqui e ali, mas é na prática que tudo se revela. inicialmente a nossa opção foi pelas Piriuki, talvez pela relação qualidade/preço. mas hoje compraria mais uma ou duas da Fuzzibunz. ;)
 



toalhitas:
se não uso fraldas descartáveis, toalhitas muito menos. são elas muitas vezes que causam alergias e deixam o rabinho dos bebés assado. eu utilizo toalhitas de algodão, super macias. molho em água quente com um pouco de sabonete de calêndula e voilá! rabinho cheiroso e pele macia. depois é só lavar junto das fraldas, secar, dobrar e voltar a utilizar. super práticas. já nem falo aqui na questão ambiental, que é, claro, uma das principais razões pela qual não uso nada descartável.


já falei um pouco daquilo que é a nossa experiência com o mundo das fraldas, que não tarda acaba e depois, e depois olha logo se vê quando serão utilizadas outra vez. ;)

1 comentário:

  1. Obrigada, Belinda, por partilhares a tua experiência. Ainda não tomámos nenhuma decisão. Agora temos mais algumas ideias sobre as quais refletir.

    Beijinhos,
    Catarina.

    ResponderEliminar