Espelho

"O que está dentro é igual ao que está fora. Esta é uma máxima que deves de-
corar para o resto da tua vida. Tudo o que tu atrais fora de ti é porque o tens aí
dentro bem no fundo do teu peito. Por isso, pensa:
Quanta violência atrais? Violência física ou psicológica? Quantas pessoas discu-
tem contigo? Quantas te maltratam? Quantas não te ouvem? Quantas ferem a
tua sensibilidade? Quantas te impedem de avançar? Quantas não acreditam em
ti? Quantas não te respeitam? Quantas te ignoram?
Fica sabendo que tudo o que te fazem reflecte exactamente o que tu fazes a ti
próprio. Não lhes queiras mal. Quem te fez isso tudo não é mais do que um es-
pelho do teu interior. És tu que te maltratas, tu que não te ouves. És tu que feres
a tua própria sensibilidade. És tu que queres avançar mais do que é possível em
boas condições. És tu que não acreditas em ti, e que não te respeitas. Em últi-
ma análise, és tu que te ignoras.
Olha para ti. Pára de olhar para os outros. Para o que te fazem ou deixam de fa-
zer. Olha para ti próprio e vê o mal que andaste a fazer a ti mesmo. Ao te exigi-
res tanto… ao quereres tanto… ao avançares tão depressa… ao seres tão into-
lerante contigo. Ao não te perdoares.
Olha para ti próprio e pára um bocadinho. Pára. Sente. Fica. E pode ser que ve-
jas uma luzinha ténue, tímida. A da tua essência. Essa luz está só à espera que
olhes para ela, em vez de olhares para os outros. Que a valorizes, em vez de va-
lorizares os outros. E que te ames. E com certeza, assim, podes atrair o verda-
deiro amor."

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado

São sábias as suas palavras... nunca lhe dei o devido valor, achava que era mais uma com conversa fiada... já não penso o mesmo... ela escuta o céu como todos nós deviamos fazer, não é única... aposto. No silêncio, ou não, vai espalhando o que escuta do céu.

http://www.alexandrasolnado.com/consulta/

0 comentários:

Enviar um comentário