1. A tua bebé ainda mama?
Respondo: Sim, tenho muito leite!
Penso: Mas não é isso o normal, amamentá-la?! Se tenho leite porque é que lhe vou dar suplementos e papas só porque "quase" toda a gente o faz...

2. Já come papas?
Respondo: Não, só mama!
Penso: As papas não lhe dão mais saúde do que o leite materno e, a OMS recomenda a amamentação exclusiva até aos 6 meses... mas mesmo que não recomendasse eu acharia que era o mais natural e saudável, tanto para mim como para ela.

3. Que fraldas são essas?
Respondo: São fraldas reutilizáveis!!
Penso: Porque é que as pessoas não procuram saber sempre um pouco mais...

4. A tua bebé estranha as pessoas?
Respondo: Sim, às vezes.
Penso: Porque é que o problema está na minha bebé e não em quem pergunta?!?! E aliás ela pode estranhar uma vez aquela pessoa e da próxima vez já não estranhar... E agora?

5. A tua menina dorme a noite toda? (Esta é a mais comum e a mais estúpida pergunta de todas)
Respondo: Sim, por acaso dorme.
Penso: Mas e se não dormisse, ficariam felizes com isso? Ou seria para terem pena de nós?!?!

6. Não levas a tua bebé ao Continente (Modelo)?
Respondo: Não, ela ainda não faz compras...
Penso: Não me parece o sítio mais indicado para levar bebés, se posso evitá-lo, não o vou fazer só porque sim...

7. Já levas a tua bebé à praia?
Respondo: Sim... sim... gostamos muito de ir com ela à praia.
Penso: Normalmente quem pergunta acha que são pequenos demais para ir à praia, mas não acha que sejam pequenos demais para ir ao CONTINENTE!!!

8. Não a levas um bocadinho à festa?
Respondo: Talvez, se ela estiver acordada vamos um bocadinho.
Penso: Isso não é prioridade para nós neste momento, levá-la a festas... mas sim é prioridade dormir bem e mamar num lugar tranquilo. Estar constantemente com os pais numa esfera de amor e proteção é a prioridade nos primeiros meses de vida.

Os bebés são ótimos para "fornecerem" energia a quem não sabe criar a sua própria e um bebé numa festa é sempre bom para alguns se alimentarem...

9. Ela não adormece em qualquer lugar?
Respondo: Sim, normalmente adormece, mas se estiver muito barulho e confusão, não!
Penso: E você gosta de dormir com barulho e em qualquer lugar?!

A nossa bebé é calma, tranquila, dorme bem, mama bem, tem um desenvolvimento saudável... ainda não perceberam porquê?!

É um desabafo e é principalmente o desabafo por aquelas pessoas que nos cansam e só perguntam coisas como estas... (e perguntam sempre as mesmas coisas)... só veêm à procura das coisas menos boas, duvidam que sejamos boas mães, como se elas o fizessem melhor...

A verdade é que cada mãe é a melhor mãe que sabe ser...!

E esta é a minha vez de ser mãe... como eu sei ser.








imagens daqui







"O que está dentro é igual ao que está fora. Esta é uma máxima que deves de-
corar para o resto da tua vida. Tudo o que tu atrais fora de ti é porque o tens aí
dentro bem no fundo do teu peito. Por isso, pensa:
Quanta violência atrais? Violência física ou psicológica? Quantas pessoas discu-
tem contigo? Quantas te maltratam? Quantas não te ouvem? Quantas ferem a
tua sensibilidade? Quantas te impedem de avançar? Quantas não acreditam em
ti? Quantas não te respeitam? Quantas te ignoram?
Fica sabendo que tudo o que te fazem reflecte exactamente o que tu fazes a ti
próprio. Não lhes queiras mal. Quem te fez isso tudo não é mais do que um es-
pelho do teu interior. És tu que te maltratas, tu que não te ouves. És tu que feres
a tua própria sensibilidade. És tu que queres avançar mais do que é possível em
boas condições. És tu que não acreditas em ti, e que não te respeitas. Em últi-
ma análise, és tu que te ignoras.
Olha para ti. Pára de olhar para os outros. Para o que te fazem ou deixam de fa-
zer. Olha para ti próprio e vê o mal que andaste a fazer a ti mesmo. Ao te exigi-
res tanto… ao quereres tanto… ao avançares tão depressa… ao seres tão into-
lerante contigo. Ao não te perdoares.
Olha para ti próprio e pára um bocadinho. Pára. Sente. Fica. E pode ser que ve-
jas uma luzinha ténue, tímida. A da tua essência. Essa luz está só à espera que
olhes para ela, em vez de olhares para os outros. Que a valorizes, em vez de va-
lorizares os outros. E que te ames. E com certeza, assim, podes atrair o verda-
deiro amor."

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado

São sábias as suas palavras... nunca lhe dei o devido valor, achava que era mais uma com conversa fiada... já não penso o mesmo... ela escuta o céu como todos nós deviamos fazer, não é única... aposto. No silêncio, ou não, vai espalhando o que escuta do céu.

http://www.alexandrasolnado.com/consulta/