"E como este blog tb tem coisas menos boas…

11 meses em que me perguntam: “ja dorme a noite toda”, e quando respondo que não parece a coisa mais estranha do mundo. (sim estou cansada de não dormir a noite toda apesar de não parecer).

11 meses que não consigo deixa-la 1 hora para voltar ao pilatos ou ao yoga… não por não querer, mas por incompatibilidade de horários e por não ter ninguém por perto com quem deixar e abusar!

11 meses que questionam tantas coisas e eu insisto em seguir o caminho que acho mais certo.

11 meses em que a vida parece uma competição com os outros bebés, e na verdade não devia ser, cada um deveria crescer 100% livre.

11 meses que as vezes não consigo ser totalmente verdadeira comigo e com a India, talvez por “medo do olhar de outros”, talvez porque me dizem que está mimada, talvez porque dizem que só quer a mãe (e como se isso fosse uma coisa má), talvez porque as opiniões mudam todos os dias.

11 meses de algumas birras, e de não fazer a sesta quando realmente preciso de trabalhar.

11 meses de fraldas, banhos, roupa, papas e sopa porque a fome de um bebé não pode aguentar mais um bocadinho.

11 meses de pouco tempo para tratar de mim.

11 meses de incerteza, mas poucas angustias, porque dentro do que acho razoável sou muito relaxada."

estas palavras são desta linda mãe! Obrigada pela partilha**





1. o vinho é a única bebida alcoólica permitida
2. tabaco... só da amazónia
3. tarot... só o do Osho
4. os pés... andam descalços
5. a refeição serve-se no chão...
                        continua...
imagem tirada deste tumblr
... Every summer story have us!
Belinda & Marilia : the same childhood story
no dia de hoje o sol atinge a sua plenitude...
no dia de hoje celebramos o nascer de um ser que tem toda a energia do sol... que brilha para todos os que a rodeiam...

parabéns a nossa doula Carla Guiomar... temos-te aqui*
dizem que o dia de ontem é o dia mais feliz do ano...




para mim é.
Para(mim)Béns!!!
Para todos o Bem!
Saber o que fazer,
Com isto a acontecer,
Num caso como o meu.
Ter o meu amor,
Para dar e pra vender,
Mas sei que vou ficar,
Por ter o que eu não tenho,
Eu sei que vou ficar.
É de pedir aos céus,
A mim, a ti e a Deus,
Que eu quero ser feliz,
É de pedir aos céus.
Porque este amor é meu,
E cedo, vou saber
Que triste é viver,
Que sina, ai, que amor,
Já nem vou mais chorar,
Gritar, ligar, voltar,
A máquina parou,
Deixou de tocar.
Sentir e não mentir,
Amar e querer ficar,
Que pena é ver-te assim,
Já sem saberes de ti.
Rasguei o teu perdão,
Quis ser o que já fui,
Eu não vou mais fugir,
A viagem começou,
Porque este amor é meu
E cedo vou saber,
Que triste é viver,
Que sina, ai, que amor.
Já nem vou mais chorar,
Gritar, ligar, voltar,
A máquina parou.
Deixou de tocar,
É de pedir aos céus,
A mim, a ti e a Deus,
Que eu quero é ser feliz,
É de pedir aos céus.
Porque este amor é teu,
E eu já só vou amar,
Que bom não acabou,
A máquina acordou
se houver presentes que seja apenas este:

http://www.lomografiaportugal.com/html/loja_starnew.html
A M. adormeceu sozinha no seu berço... gosto que ela adormeça no nosso colo, mas ela já vai ficando pesada... Agora é esperar que acorde... Sweet dreams my little baby*















Fotografias de Jan Banning






No jardim público em Beja, passamos a manhã com o papa Gil a dar aulas de yoga para crianças.
Pouco conhecia este jardim dos meus dias de estudante e agora fiquei com mais vontade de lá voltar.



Trust, I will always be there, waiting for your love
Trust in the beauty inside, trust the name Explode
Trust the colours of rainbows, even if it's dark
Trust in the photos you did and the ones outside
Trust in people, religions and all their hopes
Trust in the meaning of life, this can only be love
Trust the friends that we share, and the ones we don't
Trust in me, trust in you
Over and over and over