O parto em casa

"a vida é o que nos acontece enquanto estamos ocupados a arquitectar outros planos." John Lennon

Diz-se por aí que o parto em casa é feito por gente doida, irresponsável, que gosta de correr riscos...

A minha resposta, de coração aberto, a esta "loucura" do parto feito em casa, é:

- O hospital é para doentes e eu nunca, na minha gravidez, estive doente! Assim que há intervenção (seja ela qual for) perde-se o equilibrio entre mãe e filho!

- Antes de ser um acto médico, o parto é e sempre será um acto humano!

- Nunca quis que a minha filha nascesse sob a responsabilidade de outros (obstetras, enfermeiras, etc.), confio no meu corpo e sei que ele é perfeito, por isso assumi total responsabilidade!

- O ambiente e a esfera de amor que ficou em nossa casa é indiscritível!

- Nada acontece por acaso, o meu parto correu muito bem porque eu tudo fiz para que assim fosse!

- Como sempre me disse a minha parteira: "é o andar de cima que comanda tudo", logo a mente foi a primeira a ser domesticada, pensamento positivo e filtrar todas as histórias infelizes que se contam por ai!

Ainda bem que a Melinda vai fazer parte de uma pequena geração que nasceu de forma natural, sem recurso a epidurais, cesarianas e partos induzidos ou marcados só porque sim (atenção que quando necessários, não os critico).

Tenho a certeza que a forma como ela nasceu vai contribuir para a forma como ela vai ver o mundo e as "hormonas do amor" libertadas nesse momento serão sementes poderosas para a nossa relação mãe-filha.

Deus queira que existam por aí muitas mulheres doidas a querer dar à luz assim e que façam da gravidez e do parto um caminho de descoberta para elas próprias!

Eu estou aberta a partilhar pessoalmente a minha experiência.

A doula e a parteira que assistiram deixaram-me ser protagonista de um dos momentos mais empoderadores da minha vida.

Eu pari em paz!


6 comentários:

  1. Parabéns!!!!!!!!

    Então já agora tb sou doida!! Tb tive o meu filhote em casa e reconheço-me em todas as afirmações que escreveste!

    Felizmente já começamos a ser muitas doidas! E ao que parece o mundo precisa é de doidos como nós!

    Beijinhos e curte ao máximo essa princesa ;)

    Carla
    www.mimosdemae.com

    ResponderEliminar
  2. sim, doidas! Porque nós nos questionamos e queremos ser mais felizes! E porque difícil é viver com tanta normalidade! Sejamos doidas saudáveis!

    beijinhos e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  3. (desabafo nunca feito)

    Ao ler estas linhas não pude conter as lágrimas...nunca consegui ultrapassar o facto de o meu 1º parto não ter corrido como eu sempre imaginei , não planeei faze-lo em casa mas estava tudo na minha mente ( normal, natural, sem anestesias, etc) visualizei o momento vezes sem conta e sabia que tudo ia ser perfeito, tinha a certeza que ia ser o momento mais feliz da minha vida :( mas não foi...além de não ter sido possível o parto normal ainda tive a infelicidade de ser assistida por pessoal médico pouco profissional e nada amistoso, sereno, apaziguador que conseguiu tornar ainda pior a já má situação.
    Fui submetida a uma cesariana de emergência com risco de vida para mim e para a minha princesa, nada foi como imaginei...acabou por ficar tudo bem mas durante este tempo decorrido não consigo deixar de me culpar por alguma coisa (não sei bem o quê) e sei que naquele interminável dia perdi um bocadinho de mim.

    Desta vez informei-me com todos acerca de tudo, não queria deixar nada por explicar e todas as parteiras com quem contactei me diziam que nada impedia que agora tivesse um parto normal :) segui todas as suas recomendações e escolhi o mesmo hospital para o parto (louca pensavam todos) na esperança de encontrar o que perdi...mais uma vez não foi possível o parto normal mas desta vez fui muito bem tratada e acarinhada...este meu filho eu vi-o nascer e fui eu quem lhe fez o 1º miminho, não foi perfeito nem esteve perto mas foi melhor.

    Não são loucas...é o que devia ser natural, normal e não o contrario.

    Bjocas para os três ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pela excelente escolha e desfecho (ou início, dependendo do ponto de vista!)
    Também a minha filhota pertence ao selecto grupo de nascidos em casa sem recurso a intervenções desnecessárias!
    Agradeço à minha estrela, ao meu marido, à minha doula e parteira e À minha filha, peças fundamentais para que a minha máquina (corpo e mente) se engrenassem de forma a ter um parto rápido e feliz!
    Muitas felicidades!
    moya

    ResponderEliminar
  5. Um abraço bem forte Brígida!Tenho a certeza que és uma mulher magnifica! Beijinho

    ResponderEliminar